Lembrança

Isolada, confusa, invisível diante do exterior
Distante fico da verdade que me escondem
Perto estou da dor que me consome
E onde estarão todas as respostas verdadeiras?
Então eu tento enxergar os seus olhos...

Esse olhar,
Distante, escuro, fragilizado ao mesmo tempo que firme.
Um olhar que não se encontra ao meu
É o olhar, o mais importante pedaço que não vai me deixar esquecer o que sei e sinto sobre você

Enquanto relembro o momento em que estava sentada na sua frente
Observava a sua mente vagar num inferno não tão distante daqui
De repente um monte de suas idéias
Organizadas e conturbadas, pairavam com toda força sobre a sua mente


E no passado ficou...
Lembranças daquelas manhãs em que você segurava minhas mãos
Como se quisesse algo mais...
Ficaram lá, as palavras não ditas
Os erros que cometi por falar de menos, por falar de mais....

Hoje, eu tento
Reconstruir as poucas lembranças
Buscar palavras e noites
Mas tudo parece ser em vão.

E para o presente, eu te peço
Que só me abrace forte igual aquela última e primeira vez
Que prometa não sumir nessa escuridão
e não desapareça de vez da minha vida...

5 comentários:

...... disse...

... novo dia...rs..

Anônimo disse...

Nossa!! texto fantástico

algumas vezes as pessoas são tão
especiais que fica até difícil dizer
que elas são nas nossas vidas.

Gostei muito do seu texto.

beijos Laurah

thiago disse...

gostei muito do seu texto.(2) tá fantastico vc escreve muito bem... e nao adianta falar que nao que vc é uma poeta nata =D

Stella disse...

Ahh, as palavras não ditas realmente fazem falta.. e os erros sempre acontecem.

Lembrei de um texto meu:

''..E lembre-se de guardar todos os momentos especiais bem dentro de você; deixe o que há de mais belo do outro em você. Até porque você sempre aprende algo com as pessoas, por mais distante que vocês estejam..''

adorei seu texto :) parabens moça.

http://scrummiest.blogspot.com

William Maia disse...

Showwwww

http://williammaia89.blogspot.com/